Você sabe o que são personas? São arquétipos de pessoas que se assemelham com os usuários reais de um produto ou serviço, são elas que trazem “vida” aos usuários e ajudam os profissionais a visualizarem quais são suas necessidades e expectativas. Nós já falamos aqui sobre pesquisas com usuários e as personas estão bem relacionadas com elas, pois para criá-las algumas vezes será necessário uma observação e até mesmo algum tipo de conversa com usuários reais para identificar os possíveis perfis.

Quais são as vantagens?

Podemos citar como uma vantagem a humanização de dados importantes a serem levados em consideração no planejamento e criação de um projeto, conseguindo comunicar de maneira sintética e fácil de ser compreendida as características de cada indivíduo e também a visualização com mais clareza das necessidades e desejos do público alvo.

shutterstock_172122455 Mas nada adianta se a execução ou o uso das características forem mal aproveitadas. Portanto tome cuidado para não construir personas baseadas em achismos, pois isso acabaria não trazendo a real proximidade das necessidades de cada usuário, cuide também da apresentação dos dados para que não tragam confusão no entendimento, e o mais importante: não esqueça das personas no meio do projeto.

Como criar personas?

Primeiramente é importante ter em mente que na criação é preciso detalhar com o máximo possível de características, e de preferência que os personagens possuam personalidades distintas um dos outros para que você possa ter visão ampla de como eles podem se comportar. Comece pensando em:

  • Quem será o público-alvo do novo produto?
  • Onde o produto será usado?
  • Como o produto será usado?
  • O que o produto deverá fazer?
  • Porque as pessoas precisam desse produto?
  • Em que situações o produto será usado?

Depois será preciso imaginar quantos tipos “básicos” de usuários a empresa possuí e quais são eles. Exemplo: se o produto for um aplicativo para smartphones qual o nível de experiência que os usuários podem ter? Usuários experientes e intermediários já podem ser considerados como 2 tipos e assim por diante. Também é interessante pensar em mais pessoas para ajudar na criação das personas. Uma prática legal é reunir cerca de 5 pessoas de diferentes departamentos da empresa, apresentar os objetivos e fazer eles pensarem nas questões que citei acima e então partir para a criação. Os itens que devem ser definidos para criar a identidade de cada persona podem ser:

  • Nome;
  • Algum desenho que mostre as características físicas;
  • Dados demográficos (sexo, idade, estado civil, família, onde reside a pessoa);
  • Profissão;
  • Nível de escolaridade;
  • Um slogan/frase que defina a sua vida;
  • Aspectos gerais do estilo de vida;
  • Valores e atitudes;
  • Motivações e dificuldades;
  • Interesses e expectativas;
  • Cenário de uso do produto ou serviço.

No momento criação deixe os participantes livres para que possam pensar em diversas possibilidades, se necessário pode determinar um tempo para a criação e um tempo para apresentação de cada persona criada, depois você deverá pegar todas elas e montar a “versão final”. Por que versão final? Porque muito provavelmente os participantes criarão personas parecidas, as quais você poderá juntar em uma só. Com todas as personas definidas, crie uma forma visual de apresentá-las. Utilize fotos para deixar a pessoa mais “real” e também crie um painel semântico cheio de coisas que possivelmente representem as características de cada uma delas. Afinal quanto mais visual, melhor.

8363756965_e4d77fc8ce_b 

Viram como é fácil? Mas qual a quantidade ideal de personas? Eu diria que umas 5 personas são o suficientes, mas tudo dependerá do produto ou serviço que está sendo trabalhado.

Dicas

Dicas sempre são bem-vindas, então eu separei algumas das principais que encontrei em livros, slides e sites:

  • Identifique o fluxo de trabalho (workflow) e os padrões de comportamento de cada persona;
  • Especifique a habilidade de cada um com as tecnologias, pois isso irá influenciar na linguagem e nas funcionalidades a serem planejadas nos projetos digitais;
  • Não use pessoas conhecidas, pois acabará te acorrentando as características pessoais;
  • Mantenha um número pequeno de personas, sugeri 5, mas não passe muito mais disso, quanto mais personas mais risco de interesses conflitantes;
  • Não recicle personas para outros projetos, pois cada projeto possuí uma especificidade;
  • Mantenha os pés no chão.

Lembre-se: uma marca se relaciona com pessoas.

Pra finalizar, indico um vídeo bem bacana referente ao livro Design Thinking que fala exclusivamente sobre a criação de personas, clique aqui para ver.